Por que não sou chamado para entrevistas?


03/05/2018 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Dicas de emprego


Por que não sou chamado para entrevistas?

Quem está na busca pela desejada vaga de trabalho sempre se pergunta: por que não sou chamado para entrevistas, já que enviei diversos currículos para as empresas?

Para saber a resposta a essa pergunta e principalmente como aumentar as chances de ser contratado, confira nosso post.

 

5 motivos pelos quais você não é chamado para entrevistas

 

1 – Falta ou pouca experiência

Esse é um dos principais fatores pelos quais as empresas não chamam para entrevistas. A falta ou pouca experiência no currículo pode fazer com que ele sequer seja analisado com maior atenção.

Como corrigir?

Busque fazer trabalhos como freelancer ou voluntário e aponte essas experiências (ainda que curtas) no currículo. Isso conta muitos pontos e aumenta as chances de contratação.

Ao colocar essas experiências, aponte a empresa/instituição para a qual prestou os serviços como freelancer ou trabalho voluntário, descrição detalhada das tarefas realizadas e área na qual atuou ou atua.

 

2 – Currículo com poucas informações

Currículos com poucas informações também costumam ser descartados com certa facilidade, já que a ausência de maiores detalhes dificulta a análise do recrutador.

Como corrigir?

  • Detalhe ao máximo sua formação acadêmica e profissional;
  • Descreva de forma completa toda sua experiência profissional, incluindo nome das empresas, cargo, atividades realizadas e período no qual trabalhou;
  • Coloque cursos complementares realizados na área de informática, liderança, vendas, trabalho em equipe etc. Isso contará muitos pontos a seu favor.

3 – Vaga incompatível com seu perfil

Quando você se pergunta: por que não sou chamado para entrevistas, é importante saber que por melhor que seja seu currículo, seu perfil pode simplesmente ser incompatível com a vaga. Essa incompatibilidade ocorre geralmente pelos seguintes motivos:

  • Experiência profissional em áreas diferentes da vaga anunciada;
  • Maior nível de experiência para vagas que requeiram profissionais iniciantes;
  • Menor nível de experiência para vagas que requeiram profissionais que estão há mais tempo no mercado;
  • Pretensão salarial alta etc.

Como corrigir?

Para corrigir esse problema a dica é bem simples: não perca tempo disputando vagas que não tenham relação com seu perfil. Concentre seus esforços em vagas nas quais você tem maiores chances de ser entrevistado (e contratado).

Essa estratégia também favorece sua imagem profissional e faz com que você se sinta mais satisfeito com o trabalho após ser contratado.

 

4 – Dados desatualizados

Depois de entregar inúmeros currículos em empresas, principalmente se eles foram entregues há muito tempo, é comum alterar o número do celular, e-mail, endereço e demais dados pessoais.

Com isso, os dados lançados nos currículos antigos já entregues ficam desatualizados e as empresas não conseguem entrar em contato.

Como corrigir?

Caso você tenha alterado algum dado de contato nos últimos meses ou semanas, atualize seu currículo e entregue-o novamente nas empresas. Aproveite esse momento para conferir outros campos, como formação, cursos complementares, experiência profissional etc.

 

5 – Não atendimento aos requisitos da vaga

Muitas vagas possuem requisitos específicos quanto à formação acadêmica, nível de experiência profissional, sexo etc. Por isso, é comum que, ainda que seu currículo esteja impecável, ele não atenda a tais requisitos específicos.

É importante não perder as esperanças, pois na maioria das vezes os recrutadores não descartam os currículos que não são chamados para as entrevistas. Suas informações ficam armazenadas em um banco de dados e posteriormente podem ser analisadas para outras oportunidades.

Como corrigir?

A cada 4 meses, reenvie seu currículo ou faça a atualização pela internet (no site da empresa). Isso fará com que seu cadastro fique sempre atualizado e, certamente, um dia lhe renderá uma excelente oportunidade.

 

Dicas extras para ser chamado para entrevistas

 

Ao invés de apenas se perguntar: por que não sou chamado para entrevistas, comece hoje mesmo a adotar essas simples dicas para aumentar suas chances não só de ser chamado para conversar com o recrutador, mas também de ser contratado.

  • Envie currículos para vagas e empresas as quais você tem real interesse;
  • Coloque pelo menos 2 telefones de contato como referências em seu currículo. Caso não tenha experiência profissional, coloque o telefone de um professor que possa dar as melhores referências suas;
  • Revise seu currículo ou peça para que alguém experiente faça isso, evitando erros de português que comprometam sua imagem;
  • Pesquise pelos melhores modelos de currículo, já que a estética também é importante.

Depois de aplicar todas essas dicas, suas chances de ser entrevistado e contratado serão multiplicadas e em breve você estará feliz com a conquista do emprego.

 

Comentários